Parto Humanizado

Nascimento: Uma experiência marcante

Ao longo do século passado e do atual, o parto foi se tornado cada vez mais medicalizado e foi sendo cada vez menos tratado como um processo fisiológico, natural, próprio do corpo da mulher, obra prima e harmoniosa de Deus.

Antigamente, o parto acontecia nas residências das gestantes, no aconchego do lar, levando o tempo que fosse necessário, com a mulher e o bebê sendo os protagonistas deste momento.

Hoje em dia a cultura de intervenções desnecessárias para acelerar o trabalho de parto, a cesária agendada, tomam espaço e foram fazendo a mulher desacreditar da sua capacidade de parir, de aguentar a dor, não mais confiando em si mesmas, impactando negativamente na experiência do nascimento, tanto para a mãe quanto para o bebê.

Infelizmente, o Brasil apresenta uma alta taxa de cesárea, segundo a OMS, ocorrendo em mais da metade dos nascimentos. O organismo internacional estima que a cesárea seria necessária em somente 10% dos partos.

Por isso é preciso buscar a informação com respaldo científico, olhar sempre para quem é Deus e que Ele não erra, ter conhecimento dos direitos para evitar todo tipo de violência obstétrica, pois a maternidade ferida leva a uma humanidade destruída, como bem diz a Rosi Lima.

Avatar

Graduanda em Engenharia de Alimentos pela UFG, Doula e Educadora Perinatal com perspectiva cristã.

Leave a Reply